Permitir que as crianças brinquem em parquinhos infantis certamente é uma ótima escolha, pois contribui para o desenvolvimento físico, mental e social delas, além de gerar ótimas recordações quando elas estiverem na fase adulta.

Mas você sabia que existem alguns tipos de brinquedos que jamais poderiam fazer parte de um playground?

No post de hoje separamos 4 deles para te ajudar a ficar de olho nos parquinhos onde os seus filhos brincam:

1. Brinquedos sem grades de proteção

Antes de deixar seu filho brincar em determinado parquinho, sempre verifique o local onde ele está instalado e suas condições de segurança.

E uma dessas verificações importantes é em relação às grades de proteção. Já imaginou um parquinho infantil numa praça pública, ao redor de um trânsito complicado, sem as devidas grades para as crianças permanecerem em segurança?

Também verifique se existe algum tipo de rede de contenção nos brinquedos mais altos, pois caso os pequenos caiam, eles podem ser “segurados” por elas.

2. Brinquedos com parafusos soltos

Sejam eles feitos de madeira, plástico, ferro ou madeira plástica, é preciso ficar de olho nos parafusos que compõem os brinquedos.

Afinal, mesmo que eles estejam lá, podem estar frouxos e até soltos, prejudicando a estabilidade dos brinquedos e colocando em risco as crianças. Isso sem falar que elas também podem se machucar com arranhões, ferimentos mais sérios ou, até, prenderem suas roupas nesses parafusos. Então, fique de olho!

3. Brinquedos que não passaram por vistoria técnica nos últimos 6 meses

Você sabia que a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) recomenda que haja uma inspeção todos os dias nos playgrounds infantis? É dessa forma que a segurança ficará mantida e pequenos reparos podem ser feitos rapidamente.

Além disso, é preciso que o responsável pelo parquinho promova uma vistoria técnica a cada seis meses para se observar as estruturas e os demais pontos que compõem o local.

E, por fim, uma vez por ano, deve-se realizar uma vistoria com responsabilidade técnica, onde é preciso verificar todos os requisitos de segurança listados na norma.

4. Brinquedos que são incompatíveis com as instruções da abnt

E por falar em normas da ABNT, ela recomenda vários cuidados em relação aos brinquedos e suas respectivas estruturas. Por exemplo:

  • É preciso manter o piso nivelado e resistente ao amortecimento de impactos, como areia, grama e piso emborrachado.
  • As peças devem ser lubrificadas e soldadas quando necessário, além de substituir partes que estejam desgastadas ou defeituosas.
  • Os defeitos de pintura devem ser corrigidos e devem ser repostos parafusos, ligamentos, presilhas e fechos.
  • É preciso também verificar se as porcas e os fechos dos brinquedos estão apertados.
  • Tomar o cuidado de manter as áreas livres.

Para mais informações sobre o resumo das normas da ABNT, leia esse post aqui.

Viu como é muito importante que você tenha conhecimento sobre o estado dos parquinhos onde o seu filho brincará?

Não deixe de ficar atento e tirar todas as suas dúvidas, seja no condomínio onde mora, na escola do seu filho, nos estabelecimentos fechados e também fique de olho nos playgrounds públicos. Prevenir é sempre melhor do que remediar, não é mesmo?

Fonte: Aquarela Parques